14/10/2013

Optimização de Título e Descrição para a SERP

O que aparece da sua página, no Google?


Quando pesquisamos no Google, o que aparece é a SERP: Search Engine Result Page. Nesta fase de resultados já estamos um bocadinho além do que se pode fazer em termos optimização para motores de busca, visto que supostamente, se tivermos feito um bom trabalho antes, já estamos a ver a nossa página no Google, como resultado de uma pesquisa qualquer.

E o que aparece? Aparece o texto cortado, com reticências?

Isso é porque a sua página, nomeadamente o título e a descrição (meta-tags), não está optimizada para a SERP. O Google não vai levar em conta o texto que aparece a mais e, de uma forma simplista, corta tudo.

Vejamos um exemplo antes:



Tanto o título como a descrição ficam cortados. Vamos tirar uma palavra:



Como pode verificar o aspecto melhora um pouco, temos uma frase com princípio e fim, e retiramos "lixo" que pouco resultado terá em termos de SEO, pelo menos pelo que tenho avaliado. Por vezes por causa de uma letra ou um espaço, cortamos uma frase. E além disso, o Google chega a cortar mais do que pelo número de caracteres mas pelo espaço que os mesmos ocupam: um "m" ocupa mais do que um "i".

O excelente site que utilizo para isto é, conforme se vê, o SEOmofo com a sua SERP Snippet Optimization Tool. A análise feita é interessante e poderão ver os critérios dos cortes feitos.

Atenção: no entanto, com as constantes mexidas no Google isto pode não estar actual, mas pelo que me parece, atè à data, continua válido.

11/06/2013

Só um link: sobre os callcenters

Sobre os callcenters, que continuam a adoptar métodos em que tratam funcionários e clientes como máquinas, tenho este link do Seth Godin para vos deixar. Um excerto: 

In the industrial era, the job of the chief operating officer revolved around two related functions:
  • Decrease costs
  • Increase productivity
[...]

In the post-industrial age, when thriving organizations do something different tomorrow than they did yesterday, when the output is connection as much as stuff, the objectives are very different. In today's environment, the related functions are:
  • Increase alignment
  • Decrease fear

Callcenter típico a atrair clientes

Porque é que continuamos a receber chamadas em que as pessoas falam como gravadores, recitam texto corrido, e em caso de maior interacção debitam as frases decoradas?

Porque é que quando recebemos o toque de num número anónimo em que ao atender ninguém responde , já "prevemos" que vem aí uma chamada que nos tenta vender alguma coisa e à qual fugimos?

Alguém imagina algum funcionário de uma loja a falar assim com os clientes?

Algo como falar horas seguidas com um cliente seria irreal na grande maioria dos callcenters (o link também veio desta entrada no blog do Seth Godin).

28/05/2013

Já cá está aí o Penguin 2

O Google lançou dia 22 o novo algoritmo anti web spam do motor de busca.


Podem ver aqui o anúncio do lançamento.

Como anteriormente no Penguin e no Panda, existem para já algumas queixas de como não está a beneficiar sites que não recorrem a más práticas, mas penso que isso obrigará a alguma adaptação tanta da parte da Google como da parte dos webmasters.

Quanto a mim, notei imediatamente uma súbida numa página que estive a optimizar anteriormente com conteúdo mais rico, mas notei o inverso noutra página que beneficiou do mesmo processo...

Claro que há muitos factores em jogo, como o que andaram as páginas concorrentes em determinadas palavras de pesquisa a fazer,  mas para já o que é sempre certo é que o conteúdo rico e único continua e continuará a ser rei e é nele que se deve apostar.

27/05/2013

3 Vídeos da Google sobre Meta Tags em SEO

Estava eu à procura de uma ferramenta de análise de SEO e encontrei estes 3 Vídeos da Google sobre Meta Tags em SEO. Utilíssimos.

Sobre a meta tag de descrição:



Sobre a importantíssima title tag:


Sobre a keywords meta tag:


...e agora tenho meta tags para editar.

17/04/2013

Design do Ano para Site do Governo do Reino Unido

...ou como "it's the little differences."


Quem já foi ao site das Finanças ou a outros sites institucionais sabe bem a confusão que é procurar e achar qualquer coisa. Estes sites reflectem a burocracia característica cá do burgo e parecem ter sido planeados mais por programadores do que por designers, ou, se pensados pelos segundos, com forte influência decisiva de algum burocrata engravatado profissional em colocação de carimbos.

Ora, isto contrasta com este site bem feito e vencedor do prémio de design do ano, de uma forma tão notória que chega a ser quase chocante como não é possível fazer melhor por cá, nem que seja por imitação.

Como fazer. Keep it simple!



Demasiado vazio? Pouco decorado? Talvez. Mas a forma obedece à função: o site deverá funcionar bem para quem vê mal, para quem só acede à net uma vez por mês ou por ano, é muito rápido e chama as coisas pelo que o público em geral as chama.

Quanto a comparar a utilidade deste e do outro... nem comento mais:



Somos tão bem organizados e dividos. Cidadão, presta homenagem!


13/03/2013

Facebook com novo layout

A rede social aproxima-se do aspecto apresentado nos dispositivos móveis


O mural vai ser alterado e vai ficar mais próximo do aspecto apresentado em smartphones e tablets:

Imagem de Captura de Ecrãs obtida do InsideFacebool.com


Uma consequência que surge já no actual mural de notícias é a remoção da opção de "não gostar" da página empresarial directamente na notícia. Isto causa mais dificuldade nesta remoção, que pode ser feita na mesma na página da empresa, e mais fácil esconder as notícias dessa mesma empresa. Pode ser problemática, porque implica menos ligação entre a quantidade de visualizações e cada "Gosto" da nossa página.

Vejam aqui mais imagens de como o Facebook  vai ficar. A mim agrada-me, apesar de ainda usar pouco o Facebook em Android e iOS.

Já me candidatei a ser dos primeiros, pode também fazê-lo e pedir para ser dos primeiros a experimentar o novo visual do Facebook neste link.

21/02/2013

Só um Link: O segredo das redes sociais

 O segredo das redes sociais


Um bom e resumido artigo do Fernando Guerreiro da Inesting sobre redes sociais, são dois minutos de leitura facilmente rentabilizados. Para quem gosta de siglas em inglês: se já falei antes em ROW ( Return Of Writing) agora invento mais um pouco e falo num excelente ROR (Return Of Reading) ao ler isto. E esta, heim?!

Aqui está ele.

Isto chegou-me pela Inesting faz newsletters interessantes que leio com regularidade. É mais um artigo que irei fazer mais tarde, uma lista de newsletters que realmente leio.

30/01/2013

Só um link: Amaz-ing Resume

Um link para um curriculum original, baseada na Amazon.


Podem ver este curriculum aqui! É baseado na layout da Amazon, o conceito é o mais próximo possível de se auto valorizar como um produto. Muito interessante não é?

14/01/2013

Velocidade de Resposta em CRM

A importância da velocidade de resposta ao cliente


O blogue Dois Dedos de Marketing da investigadora Ana Margarida Barreto comprova aquilo que já sentimos como consumidores quando esperamos uma resposta de uma empresa ou marca: quanto mais tempo mais nos sentimos desprezados e negligenciados.


De acordo com um estudo da NM Incite, uma colaboração entre as empresas Nielsen e McKinsey&Company, no qual 2.000 americanos foram entrevistados, 83% dos utilizadores da rede Twitter e 71% dos utilizadores da rede Facebook esperam obter uma resposta sua dentro das 24 horas seguintes.

Daí que não estou errado quando recebo alguma interpelação nas redes sociais e entro em modo de "vamos responder rapidamente". Ainda agora recebi uma contra-resposta que dizia "Boa Tarde, Muito obrigada pela sua resposta rápida."

Vale a pena ler o artigo.


03/01/2013

Como criar uma biblioteca virtual

Divulgue e partilhe os seus documentos onde quiser.


Muitas vezes há a tendência de disponibilizar nos sites documentos em PDF para download e posterior visualização. Ora, isto não só ocupa espaço no servidor, o que tem vindo a tornar-se menos relevante, mas é preciso fazer o download, abrir o ficheiro comprimido se for o caso, ou o leitor de PDF seja plug-in no browser ou não. Aliás, antes de mais é preciso ter um site e um servidor.

O melhor, em particular quando se trata de vários documentos PDF, é utilizar um site externo que permita essa funcionalidade, mas que adicione ainda mais facilidade em partilhar os documentos ou mesmo de fazer uma pré-visualização, comentar, imprimir, tudo directamente.

Tenho utilizado para publicar maior quantidade de documentos, o Scribd, que me parece melhor quando não é necessária a integração num web site. Podem ver aqui uma colecção alargada, neste caso da colecção de artigos que tenho vindo a escrever e que são publicados no jornal Público:

Nesta altura, este arquivo de documentos conta mais de 13.000 visualizações.

Neste caso digitalizei muitos artigos antigos que não existiriam em formato digital. Como contra, a publicidade é um pouco exagerada e o site já precisava de uma remodelação.

Para integrar documentos em PDF em web site, prefiro o Issuu, isto porque posso logo formatar e colocar a funcionalidade de "desfolhar". Podem ver aqui como usei o Issuu para integrar um PDF neste site que fiz: fica bonito, muito prático e fácil de utilizar.


O Issuu é mais moderno e tem até uma elegante estante em madeira virtual.
Ambos são gratuitos, mas há a possibilidade de obter - a pagar - mais funcionalidades. Aproveitem!